O Notícias da TV chegou ao seu sétimo ano disputando a liderança no segmento de sites independentes especializados em televisão e personalidades. Para se ter uma base, em julho, o site alcançou cerca de 21,379 milhões de usuários únicos, garantindo a preferência do público e ficando à frente dos canais tradicionais. E se engana quem acha que os bons números do site para por aí: a média mensal de audiência do site neste ano é de 18 milhões de visitantes, mais de 2 milhões a mais que seu principal concorrente. 

Durante sua trajetória, o site passou por algumas parcerias significativas que fizeram com que o site se consolidasse ainda mais no cenário. Por exemplo, um desses parceiros é o UOL, e o Notícias da TV ganha destaque por lá, é o site com mais chamadas na disputada home do portal brasileiro. Assim, com o passar dos anos, a referência foi surgindo naturalmente e em pouco tempo coberturas de novelas, reality shows, bastidores de TV e o universo dos famosos se tornou sinônimo de Notícias da TV. 

Para comemorar os sete anos do portal, a marca ganhou um novo layout e uma logomarca, os quais foram desenvolvidos pela agência 14bits, que também foi a responsável por criar uma campanha com banners animados vinculados nas redes sociais do próprio site e de sites parceiros do UOL – o que reforça a credibilidade do site com o público no mercado. 

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

O #NotíciasdaTV está de cara nova! 😯 . . Quer conferir o resultado? 👇 . . Acesse o #NotíciasdaTV. O link está na bio!

Uma publicação compartilhada por Notícias da TV (@noticiasdatvoficial) em

 

Nós conversamos com Daniel Castro, editor-chefe do site Notícias da TV, para entender um pouco mais sobre a mudança do site para um visual ainda mais tecnológico e com mais acessibilidade para os smartphones. Esta fase também dá o pontapé inicial para um novo código de conduta para os profissionais e um manual próprio para a redação, que deixam claras as normas editoriais e as práticas jornalísticas. Confira agora a entrevista sobre o momento do Notícias da TV: 

 

ADNEWS – De onde surgiu a necessidade de repaginar o ‘Notícias da TV’? 
Daniel Castro: A necessidade de repaginar o Notícias da TV surgiu do crescimento do próprio site. Com a nova logomarca, queremos representar a ambição de sermos muito mais que um site de TV, não só por causa das transformações tecnológicas, mas também pela ampliação dos assuntos cobertos e pela abrangência do site. Quando o Notícias da TV foi lançado, em 2013, pretendia ser uma coluna de televisão no formato site. Mas a necessidade de audiência, para se tornar viável economicamente, nos levou aos spoilers de novelas, dos quais nos tornamos referência, e tenho orgulho disso. Nos levou a coberturas intensivas de reality shows e às celebridades, principalmente às subs. A oferta daquilo que o usuário está buscando não descaracterizou o site, pelo contrário, só agregou. Com a nova marca, o Notícias da TV quer se apresentar grande, legitimado pelos 18 milhões de usuários único mensais, segundo a comScore, e quase 30 milhões, de acordo com o Google Analytics.

 

AD – Como você define o momento do site mesmo nesta época de pandemia? A produção de conteúdo foi afetada ou o site conseguiu se reinventar? 
Castro: O site vinha muito bem antes da pandemia, voando alto. Sofremos um choque em março, pela brusca mudança nos hábitos das pessoas e nas buscas no Google e também pela interrupção das novelas, principalmente as da Globo. Sem Amor de Mãe e Salve-se Quem Puder, perdemos muita audiência em abril e maio. Mas recuperamos a partir de junho e tivemos um julho excelente. Com o novo posicionamento de marca e a mudança no leiaute, demos um passo importante para uma completa atualização tecnológica do Notícias da TV, processo que vai tomar ainda mais seis meses. O ganho com o novo site, totalmente desenhado pensando no mobile, que é quase 90% da audiência, foi imediato. A equipe da AMDB, nossa parceira de tecnologia desde 2015, mandou muito bem na migração. Em menos de uma semana, melhoramos nossa performance em várias métricas do Google.

Passado o impacto do lockdown, voltamos a crescer e a contratar. Já somos 21 jornalistas, e em breve seremos muito mais.

A produção, é claro, foi impactada pela pandemia. A gente demora mais tempo para tomar decisões, conversa menos, estamos fisicamente distantes. Porém, passados os perrengues das primeiras semanas, nos adaptamos ao home office porque o site já estava com a redação bem estruturada, com cinco editores. Mas não vejo a hora de voltar a trabalhar presencialmente, gosto da troca que existe numa redação.

 

AD – Para você, como foram esses sete anos de Notícias da TV? 
Castro: Foram sete anos muito intensos. Os primeiros dois anos foram de dúvidas, incertezas, madrugadas em claro, muito tempo sem férias. Mas tivemos um apoio fundamental de Toninho Rosa (antigo CEO do ADNEWS), uma parceria com a Dainet que colocou o site no ar e um projeto editorial sólido e muita gana pela notícia exclusiva, e isso fez toda a diferença, conquistamos bastante espaço na home do UOL. De meados de 2016 para cá, graças a Deus e a muito trabalho de jornalismo e SEO, o site engatou uma ascendente nos indicadores do Google. E o UOL novamente teve uma participação importantíssima no nosso sucesso, ao assumir o controle dos inventários dos parceiros e negociá-los por maior valor. Isso nos deu ainda mais independência editorial.

 

AD – Quais são seus planos para transformar o site em uma multiplataforma?Castro: Vamos investir cada vez mais na produção de conteúdo original ou nativo para as redes sociais. Tivemos uma primeira fase que foi focar 100% na home do UOL. Depois, experimentamos uma parceria incrível com o Google. Agora é a vez de produzir para o YouTube, Instagram, Facebook e Tik Tok, não necessariamente nessa ordem. Já damos atenção a redes sociais, desde o começo do site o Twitter foi muito importante, mas agora estamos reforçando e priorizando uma equipe voltada apenas para a produção de conteúdo para cada uma dessas redes, respeitando suas peculiaridades, mas sem perder o DNA provocador do Notícias da TV.