Xô, Cliente

“Xô cliente”, novo estilo de atendimento

Incrível o que se observa hoje no comércio em lojas de departamentos e especialmente em grandes marcas de material de construção. O consumidor interessado na aquisição de algum produto deseja ser atendido por um profissional para tirar dúvidas e obter informações, mas o que ele encontra, perdão, o que ele não encontra é uma viva alma disposta a lhe dar ouvidos. Não se trata de nenhum fenômeno de um ou outro estabelecimento, mas já uma rotina frustrante. Sim, é falta de treinamento grave.

A chave de venda parece não existir mais. Esse mau hábito está tomando conta do mercado. Balconistas e atendentes se habituaram a não olhar mais para o cliente-consumidor com a devida atenção. Antes de ouvir o cliente e dar a ele a acolhida devida preferem consultar a telinha do celular para dizer se há ou não o produto desejado. Não existe mais a cordial troca de informações e sugestões para outros produtos. A resposta definitiva está bem ali na telinha. O consumidor se parece como uma alma pena só porque não realiza suas compras pela internet! Grande engano.

Essa é a fórmula certeira do “xô cliente” que está sendo adotada em larga escala. Quem se dá ao trabalho de se deslocar até uma loja, consumindo combustível e tempo quer ser atendido com acolhimento e não, sabe-se lá, se por uma máquina/robô. Esse consumidor merece atenção, mesmo porque é bem provável que tenha sido lesado por essas empresas de vendas digitais, que se quer conhecem seus fornecedores. Para elas o importante é colocar nas redes qualquer produto ou serviços e fazer uso dos seus algoritimos e criptografias capazes de alcançar pessoas de forma hipnótica e obter vendas, muitas vendas. Já a entrega do produto ou serviço é uma etapa totalmente abandonada.

Assim, o ciclo de atendimento e de fidelização do consumidor fica esgarçado, sem futuro. Definitivamente essa tecnologia digital está saindo do controle. Os obcecados por lucros terão vida curta, mas até lá massacrarão os consumidores. A Lei de Proteção de Dados já em vigor. É ampla e certamente vai cuidar de fazer um rapa nesse mercado de compra e venda pela internet que segue caminhos tortuosos.

Imagem de athree23 por Pixabay

Total
2
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Post anterior
Frutiê

Frutiê: Fini anuncia sua primeira linha de produtos sem origem animal

Próximo post
Friends

‘AI…MEU…DEUS’! Imaginarium traz universo de Friends em nova collab

Posts Relacionados

Por favor, desabilitar Adblock para visualizar conteúdo do site.