Youtube Kids

YouTube Kids: Nova política de monetização afeta vídeos comerciais

As novas diretrizes do YouTube visam a desmonetização do conteúdo de “baixa qualidade” para crianças

O YouTube está tornando mais difícil para os vídeos infantis que considera de “baixa qualidade” se qualificarem para monetização (via Engadget). A plataforma descreveu suas políticas atualizadas em uma postagem no Blog do YouTube, observando que os canais com conteúdo “feito para crianças” precisarão obedecer a um conjunto mais rígido de diretrizes se quiserem permanecer no Programa de Parcerias do YouTube (YPP).

Suas políticas têm como objetivo desencorajar os criadores de conteúdo infantil de divulgar vídeos que ele descreve como “fortemente comerciais ou promocionais” ou que incentivem “comportamentos ou atitudes negativas”. Se um canal violar essas diretrizes, o YouTube pode suspendê-lo do YPP. Enquanto isso, qualquer vídeo individual que infrinja as regras perderá anunciantes.

As novas diretrizes podem impactar vários canais, incluindo um dos maiores canais infantis do YouTube: Ryan’s World. Ryan Kaji é um YouTuber de 10 anos cujos vídeos obtêm milhões de visualizações. A popularidade massiva de Kaji rendeu a ele um show na Amazon, junto com um mundo virtual no Roblox.

Um grande número de vídeos de Kaji giram em torno de brinquedos de desempacotar, bem como mostrar brinquedos que Kaji ajudou a criar. É definitivamente o que alguém descreveria como “consumista” – que é o que o YouTube diz que está tentando reduzir. O YouTube afirma que “alcançou criadores potencialmente impactados” para ajudá-los a se preparar antes que as políticas entrem em vigor em novembro. 

A mudança mais recente no conteúdo voltado para crianças ocorreu no início de 2020, quando a plataforma proibiu a publicidade direcionada, comentários e alguns recursos da comunidade para vídeos infantis. Em fevereiro deste ano, o YouTube lançou “experiências supervisionadas” para ajudar os pais a ter mais controle sobre o que seus filhos mais velhos assistem.

Conteúdo traduzido e adaptado do portal The Verge.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Post anterior
Facebook Representatividade

Facebook incentiva marcas a trazer mais diversidade na publicidade

Próximo post
Nike Warner Media Debinha e Richarlisson

Nike transforma Richarlison e Debinha em desenho animado

Posts Relacionados