Para acabar com a tensão da quarentena a SKOL resolveu se unir ao Porta dos Fundos, empresa que vêm com diversas parcerias de conteúdo ao longo da pandemia, para a produção de uma nova série humorada com Thati Lopes e Rafael Portugal. Os dois convidados serão os responsáveis por apresentar o ‘Leveza do Bem’, programa que irá levar notícias atuais que rolam no mundo todo e incrementarem uma dose de humor, afinal, neste momento, precisamos de um refúgio para todas as coisas tristes que estão acontecendo. 
 
Leveza do Bem, que se teve sua estreia no dia 30 de abril no canal da Skol no YouTube, também está movimentando o Instagram do Porta dos Fundos com seus novos episódios. Por isso, conversamos com Christian Rôças, CEO do Porta dos Fundos, para entender um pouco surgiu o Leveza do Bem e a parceria com a Skol, e os impactos que a pandemia causou no maior canal de conteúdo humoristíco do país. Confira a entrevista: 
 
ADNEWS – Christian, como foi a adaptação do Porta dos Fundos para a realidade a qual vivemos hoje?
Christian Rôças: Desde o primeiro dia da quarentena, identificamos que a pandemia não era algo que iria durar pouco, infelizmente. Dessa forma, agimos rápido, com pensamento interno de buscar ainda mais agilidade e eficiência em todas as áreas para, de forma criativa, enfrentar a situação e não parar.
Reunimos o time, fizemos um comprometimento mútuo e lançamos um desafio de – em todas as etapas da produção – trabalharmos a flexibilidade e adaptação. Desde o roteiro até a pós edição, reformulamos tudo para que nosso time ficasse em casa, protegido, e, ao mesmo tempo, não parássemos nossas produções. 
 
Enviamos – em parceria com o Youtube – kits Home Studio para todos os nossos 13 talentos, criamos dinâmicas de direção via zoom; estruturamos dinâmica de envio de arquivos pelos talentos para os editores e toda a cadeia foi alterada de forma muito rápida. 

 

Estamos em evolução constante e aprendendo que não há uma fórmula para seguir. Um modelo de bolo. Que nós somos os responsáveis pela invenção desse novo caminho. O que conta é a bagagem de cada um do time e a vontade de manter nosso grupo relevante e contribuindo para esse momento da sociedade. Entendemos que o erro pode e deverá fazer ainda mais parte do dia a dia. Mas que, no nosso caso, não olhamos para o que não deu certo com peso e frustração. Faz parte do processo de melhorias constantes e de abertura de caminho para o novo. 

 
AD –  A quarentena, de alguma forma, atrapalhou as gravações e os planos do Porta dos Fundos? Como ficou o planejamento da empresa?
Christian: Todo o mercado está no mesmo barco. Tivemos que ajustar algumas produções em termos de timing, outras em formato. Mas, em geral, apesar de todo o lado infeliz dessa pandemia, o Porta dos Fundos tem conseguido criar novos formatos, quadros, e desenvolver o Humor da Identificação. Algo que tem sempre como pano de fundo uma situação que gera empatia e faz o público se enxergar naquela cena ilustrada pelo nosso humor. 
 
AD – Qual é a importância de conteúdos leves e humorísticos – e com uma pitada de Porta dos Fundos – para as pessoas, durante a quarentena?
Christian: Precisamos aliviar a mente e a cura é o humor. Sempre foi. Precisamos rir para não enlouquecer, para relaxar de todas as notícias sérias e graves que são reais. 
 
AD – Como foi feita a escolha dos apresentadores Rafael Portugal e Thati Lopes?
Christian: Rafa e Thati tem uma ótima química e já trazem nas atuações deles esse humor leve, divertido e brasileiro. A cara do projeto. 
 
AD – Pode nos explicar como surgiu essa parceria entre Porta dos Fundos e Skol?
Christian: Há uma admiração mútua entre as marcas e as equipes. Já estávamos conversando sobre uma série de iniciativas para fazermos juntos, com foco em criar conteúdo que não interrompa as pessoas e, sim, as entretenha. Por conta desse contato frequente e troca, a Skol nos acionou para pensarmos juntos e co-criarmos um programa que auxiliasse as pessoas que buscam alternativas à avalanche de notícias desagradáveis que recebem diariamente. Afinal, Skol é a marca que tem o objetivo de levar diversão pra vida das pessoas e mais do que nunca essa leveza é necessária dado o momento tão difícil de quarentena.
Juntos, definimos o foco do programa de levar humor e diversão através dos memes e vídeos que brincam com os novos hábitos e desafios surgidos ao longo da pandemia, o que é totalmente conectado com o universo do Porta dos Fundos e,  por isso embarcamos na ideia e criamos o Leveza Desce Bem, que se utiliza do humor para ajudar as pessoas a aliviar a mente por algum tempo. Com essa parceria, acreditamos que vamos tornar a quarentena um pouco mais fácil ao levar humor e diversão pra vida das pessoas, trazendo leveza pro dia a dia dos brasileiros. 
 
AD – Até o dia desta entrevista, alguns vídeos já subiram nos canais do Porta dos Fundos e Skol, qual é o feedback das marcas? E como tem sido para o público?

Christian: Os resultados têm sido incríveis, já temos milhões de views e engajamento muito positivo das pessoas em relação ao conteúdo, que conta com uma saudabilidade positiva de 97%. Trabalhamos no modo aprendizado e – a cada novo episódio – aprendemos mais com dados e vamos ajustando o tom. Temos recebido via hashtag #levezadescebem conteúdo enviado pela audiência, o que torna tudo ainda mais interessante e empático. Temos um ecosistemas de conteúdo que ocorre diariamente nas redes sociais do Porta dos Fundos e direciona a audiência para o canal do Youtube da Skol, onde os episódios são distribuídos, toda quinta-feira, às 17hs. 
 
AD – Vocês esperam algo mais da campanha Leveza Desce Bem? Ou planejam algo pós-pandemia?
Christian: O nosso foco, junto com Skol é trazer leveza neste momento de quarentena. Usar a comédia como estratégia de comunicação é muito eficiente, gera identificação e empatia. Porta dos Fundos e Skol já tem relacionamento de longa data e esperamos cada vez mais reforçarmos nossos laços e desenvolvermos projetos inovadores e que entretenham sem interromper.