Depois do sucesso de 2018, o Burger King voltou a surpreender e traz de volta 3 sanduíches por R$15 na Black Friday, mas agora ainda melhor. Na sexta-feira, (29), a rede de fast-food vai fazer “MateMágica” e transformar a promoção mais esperada pelos seus consumidores. Quem efetuar a compra da oferta 3×15 e pagar via Mercado Pago, vai levar o dobro de sanduíches pelo mesmo valor, ou seja, 3×15 vira 6×15 por apenas R$15.

A promoção permite aos clientes combinar seis dos seus sanduíches favoritos (Big King, Chicken Sandwich, Cheddar Duplo, Cheeseburguer Duplo Bacon, Whopper Jr. Barbecue Bacon e Long Rodeio) por apenas R$15,00 além de, nos dias 29 e 30, em compras acima de R$25 e pagas via Mercado pago, o desconto de R$15 será válido em todas os produtos da rede de fast-food.

“Ano passado fizemos pela primeira vez na história a promoção de 3 sanduíches por apenas R$15 e as vendas cresceram mais de 500% em relação ao ano anterior. Foi o maior sucesso que já tínhamos visto e fez com que a marca Burger King se tornasse a marca mais falada da Black Friday de 2018 no Twitter e também aquela com menor número de reclamações entre as principais marcas. Para esse ano, tínhamos o objetivo de surpreender ainda mais nossos consumidores, então criamos a “MateMágica”. Transformamos nosso 2×15 em 3 novamente e, junto ao Mercado Pago, a oferta ficou ainda melhor, virando 6×15″, comenta o diretor de marketing e vendas do Burger King, Ariel Grunkraut.

A campanha, criada pela agência Ginga, se apropria do cenário de situações problemáticas financeiras, transformando as ofertas do BK em ainda melhores.

A marca também vai oferecer ofertas incríveis que vão de R$0,50 até R$10 durante toda a Black Week. Os consumidores poderão ter acesso a todas as promoções de maneira antecipada se cadastrando no site ou através do app oficial da marca, confira também o regulamento e as lojas participantes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AdInsights

+ Ver mais

A Gillette sabe o que faz. Já Neymar…

por Adinsight por Leonardo Araújo

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald