Coca-Cola tem queda após gesto de Cristiano Ronaldo

Coca-Cola tem queda de US$ 4 bi por gesto de Cristiano Ronaldo

Após a atitude do jogador em uma coletiva de imprensa no início da semana, a Coca-Cola teve suas ações desvalorizadas em 1,6%

Na segunda-feira (14), na coletiva de imprensa da Eurocopa em Portugal, Cristiano Ronaldo transferiu as duas garrafinhas de Coca-Cola que estavam em sua frente e as moveu para o lado. Depois, pegou uma garrafa de água e fez um gesto indicando que o correto seria ingerir água e não refrigerante.

A atitude do jogador gerou uma baixa de US$ 4 bilhões no valor de mercado da Coca-Cola, que começou o dia 14 com as ações valendo cerca de US$ 56,10. Após 30 minutos do ocorrido na coletiva, a empresa atingiu o valor de US$ 55,22, o que significa que as ações desvalorizaram em 1,6%.

Gráfico Coca-Cola - Reprodução - Reprodução
Gráfico que demonstra a queda das ações da Coca-Cola/ Reprodução

Cristiano Ronaldo demonstra sua posição contra o consumo de refrigerantes há algum tempo. Em entrevista à Globe Soccer Awards em 2020, CR7 destacou que desaprova a bebida na alimentação de seu filho de 10 anos. “Sou duro com ele, às vezes, porque ele bebe Coca-Cola e Fanta. Eu fico irritado com ele quando ele come batata frita e tudo o mais, e ele sabe que eu não gosto.”

Apesar da repercussão em torno do acontecimento, a Coca-Cola ainda não se pronunciou. Além disso, é importante ressaltar que a queda pode ter acontecido também por outros fatores e não apenas pelo gesto de CR7.

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Post anterior
beats banner (1)

No mês do amor, Beats reforça a liberdade de amar

Próximo post
ESPN lança campanha para promover icônica marca do jornalismo esportivo

SportsCenter vive nova fase na programação da ESPN Brasil

Posts Relacionados