Dia dos Namorados: 4 maneiras de atrais consumidores pela internet

Dia dos Namorados: 4 maneiras de atrair consumidores pela internet

Especialista elenca dicas de como aproveitar a data para investir em diferentes formatos de venda online e ações que podem potencializar resultados

Além de oferecer condições diferenciadas de compra, é importante definir estratégias específicas para diferentes canais de venda e relacionamento, pensadas no público e em oferecer a melhor experiência e atendimento possíveis, principalmente em datas importantes, como o Dia dos Namorados, que está quase chegando e sempre atraí consumidores.

Pensando nisso, Paulo Pereira, CEO da Desbrava, traz quatro dicas para varejistas e comerciantes atraírem e venderem mais pela internet e apps e oferecerem boas experiências de compra neste Dia dos Namorados.

Embarque no TikTok

O TikTok é um dos aplicativos mais utilizados no Brasil e no mundo e uma excelente plataforma para quem deseja aumentar as vendas. São mais de 143,7 milhões de usuários mensais no Brasil, de acordo com o relatório anual “Latin America Social Network Users 2022”, elaborado pelo eMarketer/Insider Intelligence. Pereira explica:

“Em poucos segundos, um produto é capaz de viralizar no TikTok, ganhando milhões de visualizações, além de ser compartilhado em outras redes sociais, como Instagram, Facebook e WhatsApp. O Dia dos Namorados é uma ótima oportunidade para fazer divulgações via TikTok e muitos consumidores estarão em busca de tendências e ideias para surpreender seus parceiros, das mais simples às mais sofisticadas. Basta o lojista construir suas estratégias de acordo com o público-alvo e suas preferências e necessidades.”

Garanta agilidade pelo WhatsApp

O WhatsApp é um dos principais canais de venda na atualidade, tanto em sua versão convencional, quanto no WhatsApp Business – versão voltada a empresas e lojistas. A rede social também se tornou a melhor ferramenta para fidelização de clientes. Uma pesquisa da Opinion Box aponta que 76% dos usuários se comunicam com as empresas por meio da plataforma.

“O WhatsApp aproximou o varejo dos consumidores. Ficou muito mais acessível para o cliente entrar em contato direto com as empresas para tirar dúvidas sobre um produto, preço ou prazo de entrega, por exemplo, e essa facilidade também vem sendo aproveitada para a realização de vendas. Para isso, é essencial que a comunicação seja realizada de maneira ágil, porque é isso que o consumidor busca quando usa o WhatsApp como canal de comunicação escolhido para comprar.”

Monitore suas estratégias de marketing

A análise combinada de KPIs das redes sociais, incluindo conteúdo orgânico e anúncios, números de conversão de leads e vendas, permite às marcas e empresas monitorarem se uma estratégia de marketing está surtindo efeito, além de ser possível também acompanhar a concorrência e tendências e oportunidades de negócio.

“Os dados extraídos do monitoramento de mídia trazem insights valiosos para o planejamento de novas ações e para o redirecionamento de estratégias. É preciso acompanhar constantemente as ações realizadas e seus resultados, para corrigir rotas quando necessário e identificar outras oportunidades. Ter uma ferramenta de monitoramento das redes sociais é fundamental para ações mais assertivas”, recomenda Pereira.

Aposte em influenciadores

Um estudo do Business Insider prevê que, até o final de 2022, o setor do marketing de influência tenha valor aproximado de R$ 79 bilhões, valoração que está diretamente ligada ao impacto dessa estratégia no faturamento do e-commerce. No Brasil, 44,3% das marcas nacionais já possuem budget dedicado em suas empresas para trabalhar com Marketing de Influência, de acordo com a pesquisa “O Marketing de Influência no Brasil”, publicado pela influency.

Contudo, para alcançar os resultados pretendidos, a escolha do influenciador não pode se limitar ao número de seguidores ou seu alcance na internet. Segundo o CEO:

“É importante analisar o comportamento e interesses do público-alvo, para encontrar o influenciador que pode gerar maior identificação junto ao público. Nem sempre será aquele com maior número de seguidores ou com maior engajamento. Muitas vezes, é um detalhe que faz determinada pessoa ser a mais indicada para uma estratégia de marketing de influência e isso é percebido a partir do monitoramento das redes e de uma análise bem aprofundada dos dados disponíveis.”

Paulo também ressalta a importância das empresas utilizarem plataformas de monitoramento de insights, para analisarem os resultados das campanhas, seja no Dia dos Namorados ou em outras datas. “Mais de 70% das empresas que trabalham com marketing de influência, mostram dificuldades em obter e analisar métricas, de acordo com o relatório da Nielsen. Isso mostra o potencial em ter ferramentas para esse monitoramento”.

Quer saber mais? Não deixe de seguir o ADNEWS nas redes sociais e fique por dentro de tudo!

Post anterior

10 looks inesquecíveis do Festival de Cannes

Próximo post

Colgate anuncia apoio ao Rock in Rio pelo terceiro ano consecutivo

Posts Relacionados