Você se lembra do BR6, né? Pois é, como você já imagina, todos os campeonatos de e-Sports realmente se parecem e adotam os formatos de competições de esportes tradicionais como o futebol, basquete e vôlei. Desta vez – ou melhor – pela terceira vez, a ‘série A’ do famoso game Counter-Strike já domina as redes sociais, traz inúmeros espectadores e é cobiçada pelos melhores jogadores do mundo, já que seu prêmio é distribuído em até R$ 600 mil. Já pensou? 

O CLUTCH, assim conhecido pelos fãs, já quebrou recordes de audiência em suas fases inicias com mais de 24 mil pessoas acompanhando a gameplay ao mesmo tempo. Não suficiente, a grande final superou os 50 mil espectadores que viram a equipe W7M levantar o grande troféu. Para ilustrar melhor, em média, um total de 2,8 milhões de pessoas acompanharam a temporada de 2019. 

Este ano, o evento promete ser ainda melhor! Todos os clubes pretendem melhorar ainda mais a experiência do público que está em casa assistindo aos jogos. Mas algumas novidades já transformam a expectativa dos fãs em otimismo. Em 18 dias de competições, as equipes que são a sensação entre o gamers, como a 9z e a Sharks, já fazem a diferença e transformam seus jogos em espetáculos neste novo desafio. Outra novidade, é a chegada da Cream Real Betis, que chegou a elite de CS:GO através do sistema de qualificação do torneio, o Relegation. 

 

 

Para dar ainda mais visibilidade ao campeonato brasileiro de Counter Strike, Ale ‘Gaules’ Borba, o maior streamer de games e o embaixador do torneio, conta com a ajuda de outros grandes nomes de influência no mundo dos games. O Bernardo ‘Bida’, Guilherme ‘guizaO’, Pablo ‘xrm’ e Guilherme Spacca já estão na missão de interagir ainda mais com o público fanático pelo game. 

Para acompanhar os jogos com transmissões épicas, o CLUTCH retorna com a super analista Camila ‘Cammy’ Natale, e reforça seu time com Otavio ‘BCZZ’ Bocuzzi, Amanda ‘AMD’, Guilherme ‘dz7’ e o Giovanni ‘gio’. Com relevância global, as transmissões do torneio vão acontecer ao redor do mundo, em três idiomas diferentes: 

Em inglês, a transmissão fica com os parceiros da DAFINE STUDIOS e o streamer ‘Canadien’

Em espanhol, os responsáveis serão a PEEK LATAM ao lado do streamer ‘Psycorn’;

Acha pouco? Então, vamos de russo, com a transmissão do canal HITMEDIA. 

As fases iniciais do CLUTCH funciona com apenas um grupo com 10 times, onde todos os times jogam duas vezes por semana em games de MD1, ou seja, partida única. A fase se inicia no dia 17 de agosto e se estende até 14 de setembro, quando se inicia a fase de permanência. Nesta fase, os quatro últimos da tabela se enfrentam para permanecer no campeonato, e se enfrentam duas vezes por semana, ainda no formato de Melhor De 1. Os dois últimos colocados são rebaixados para a Relegation, e os dois melhores da permanência seguem no CLUTCH. 

A partir disso, o game começa a esquentar e no dia 5 de outubro começam os Playoffs! As seis melhores equipes duelam entre os playoffs e os dois melhores já avançam direto para a semi winner. Nesta fase, os jogos passam a ser disputados no sistema de MD3. E na grande final, o sistema se torna MD5 com 1 mapa de vantagem para o vencedor. Haja coração, hein! 

Para acompanhar toda essa trajetória dos melhores times de CS:GO do Brasil, é só ficar ligado nos canais oficiais do CLUTCH: No YouTube, Twitch e Facebook.