KFC NUGGETS

KFC testa nuggets “vegetariano” feitos em laboratório

Com um maior número de consumidores preocupados com questões como sustentabilidade a pressão em cima das grandes empresas aumentam, prova disso são os restaurantes das grandes redes de fast-food aderindo em seus cardápios opções vegetarianas e até fazendo estudos de como reduzir seus impactos ambientais.

Buscando acompanhar a demanda crescente de um mercado alimentício mais sustentável, o KFC, uma das maiores redes de fast-food do mundo, se juntou com a 3D Bioprinting Solutions, para recriar carne de frango em laboratório. A ação mostra que a companhia russa não está preparada para, de fato, parar de lucrar com o sofrimento de animais. 

Vale lembrar que os nuggets não podem ser considerados vegetarianos, pois em seu processo de produção usa-se células de frango conjunta a de plantas para a reprodução do nugget. A própria companhia não posiciona o produto como vegetariano, mas apenas “sem sacrifício animal”. 

Então quais as supostas vantagens do “frango falso”? Segundo o KFC, o processo de produção dos nuggets de frango usando carne bioimpressa, reduz a emissão de gases de efeito estufa e o consumo de energia e terra em comparação com os métodos tradicionais de criação animal. Segundo a pesquisa, apresentada no American Environmental Science & Technology Journal, aponta que há metade do gasto energético, usando 100 vezes menos espaço de terra para isso. 

Logo, a ação é realmente interessante do ponto de vista ambiental, mas ainda mais vantajosa para a empresa que não dependerá mais de contratos com fazendas de frango e do abate desses animais, além de poder ver seus lucros aumentarem.

“Nosso experimento é testar tecnologia de bioimpressão em 3D para produzir produtos de frango que podem ajudar a resolver problemas iminentes globais”, aponta Raisa Polyakova, gerente geral do KFC. 

“Tecnologias de bioimpressão em 3D são amplamente reconhecidas na medicina e estão ganhando popularidade na produção de comidas, como a de carne. No futuro, o desenvolvimento rápido de tais tecnologias nos permitirão fazer carne impressa em 3D muito mais acessível e esperamos que a tecnologia criada nesta cooperação com o KFC possa acelerar o lançamento de carne baseada em células animais”, explica Yusef Khesuani, cofundador da 3D Bioprinting Solutions.

A técnica surgiu em estudos de medicina para recriação de órgãos e partes do corpo em casos nos quais há necessidade de transplante. O KFC vai usa um processo semelhante para produção dos nuggets.

A empresa disse que está conseguindo recriar a textura e gostos semelhantes ao de carne de frango convencional sem o sacrifício de animais. Contudo, o processo não evita o sofrimento animal. A empresa ainda diz que este novo processo para fabricação de carne de laboratório seria mais “ético”, mas não consegue explicar exatamente como.

O “frango falso” foi testado em Atlanta nos Estados Unidos, e posteriormente foi distribuído em outras cidades do país por período limitado, como em Nashville e Charlotte. O KFC quer monitorar as vendas para saber se a venda baterá com as estimativas, para assim expandir a venda do frango “vegano” para todo o país e, posteriormente, para o mundo.

Total
5
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Post anterior
Predictable Revenue

LIVEADS | Veja o que rolou | Predictable Revenue: Torne suas vendas em máquinas de negócio

Próximo post
quem disse, berenice?

‘Um novo olhar’, afirma Abbes sobre momento de quem disse, berenice?

Posts Relacionados