O presidente Jair Bolsonaro acertou em cheio no bolso das mídias tradicionais, principalmente os jornais de grande circulação como Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo, O Globo e outros.

A medida provisória, circulando hoje no Diário Oficial da União, estabelece que a publicidade legal poderá ser publicada apenas nos sites da CVM, da Bolsa de Valores e da própria empresa.

Empresas brasileiras deixarão de ser obrigadas a veicular publicidade legal em jornais de grande circulação. Isso fará com que jornais, como o Valor Econômico que tem 40% de sua renda em publicidade, fiquem em risco de fechamento.