Qual será o treinador da Seleção depois de Tite?

Qual será o treinador da Seleção depois de Tite?

A Seleção Brasileira será comandada pela última vez por Tite na Copa do Mundo do Catar, evento que ocorrerá nos meses de novembro e dezembro deste ano.

Quem entrar no site https://academiadeapostas.com/ e acessar as mais diferentes casas de apostas que existem no mercado brasileiro verão que a nossa seleção chega ao Catar como franca favorita.

Aliás, o acesso ao site Academia de Apostas pode render ainda mais conhecimento sobre os diferentes tipos de apostas e o que está rolando nas principais competições do mundo, aumentando sua chance de ter palpites certeiros. Ter o Brasil como campeão hoje parece ser um bom chute.

Mesmo assim, o próprio Tite já anunciou publicamente que deixará o comando da seleção canarinho após a realização da Copa do Catar.

Tite assumiu o cargo de treinador da Seleção Brasileira em setembro de 2016. Sua função era substituir o técnico Dunga e desde então a única conquista do nosso selecionado foi a Copa América de 2019.

A Seleção chegou a ser vice-campeã da Copa América de 2021, quando disputou a final contra a Seleção Argentina, em pleno Maracanã, e acabou sendo derrotada.

Tite também tem em seu currículo a participação na Copa do Mundo da Rússia de 2018, onde infelizmente fomos eliminados pela Seleção da Bélgica, ainda nas quartas de final. Com a vaga de treinador da seleção prestes a ficar livre, o mundo do futebol especula desde já quem ocupará o cargo na seleção pentacampeã.

Os candidatos para a Copa

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) já está trabalhando na procura de um substituto e, desta vez, com tempo suficiente para fazer a escolha certa.

O posto de técnico da Seleção Brasileira foi ocupado por diversas pessoas, com os mais variados estilos nos últimos anos. Tivemos Sebastião Lazaroni, Paulo Roberto Falcão, Carlos Alberto Parreira, Zagallo, Vanderlei Luxemburgo, Emerson Leão, Felipão, Dunga, Parreira e Mano Menezes nas últimas três décadas.

A busca ainda está carregada de mistério, mas tudo indica que a CBF estará mais aberta do que nunca a escolher um técnico estrangeiro, afinal, os clubes brasileiros mais bem sucedidos possuem treinadores estrangeiros.

Como esses treinadores de fora têm obtido sucesso em nosso país, está na hora de optar pela mesma linha na seleção nacional. Isso não seria nenhuma novidade: muitas seleções possuem técnicos estrangeiros no comando. 

Há algum tempo a preferência dos cartolas da CBF parecia ser por um brasileiro, mais especificamente, Renato Gaúcho. Depois de um excelente trabalho no Grêmio, Renato tinha que dar um último passo certeiro e escolheu o Flamengo para isso, mas acabou sendo demitido do Rubro-Negro, e a CBF parece ter descartado a ideia de optar por ele na Seleção.

Outro técnico brasileiro que tem o nome em alta é Cuca, que fez um trabalho espetacular no Santos, chegando até a final da Copa Libertadores e depois, ao assumir o comando do Atlético Mineiro ganhou o Campeonato Mineiro, Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil. Ele atualmente está sem trabalho, mas por escolha própria, citando razões pessoais para não comandar o Galo em 2022. Será que está esperando a ligação da CBF?

Se sonhar não custa nada, com certeza o nome que todos os brasileiros gostariam para comandar a Seleção, é o catalão Pep Guardiola. Segundo suas próprias declarações, Guardiola sempre teve uma especial admiração por nossa seleção e chegou a anunciar que gostaria muito de comandar alguma seleção futuramente.

Segundo uma notícia divulgada pelo jornal “Marca” da Espanha, Pep Guardiola tem em mãos uma proposta da CBF para assumir o posto de treinador da nossa seleção. Até o salário foi divulgado e estaria em torno de 12 milhões de euros (ao redor de R$ 72 milhões) anuais.

O contrato teria duração até a Copa do Mundo de 2026. Obviamente a informação não foi confirmada.

Dentre os treinadores portugueses temos dois fortes candidatos: Abel Ferreira, que transformou o Palmeiras em uma máquina de ganhar títulos, incluindo a Copa do Brasil e duas Copas Libertadores da América.

Também estaria na lista Jorge Jesus, que levou o Flamengo em 2019 à glória com títulos conquistados, e um futebol ofensivo e bem jogado. Jorge Jesus conquistou pelo Flamengo a Copa Libertadores da América, o Campeonato Brasileiro e a Supercopa do Brasil.

O Mister, como é chamado, se tornou não só um ídolo no clube carioca como também a primeira escolha de grandes clubes quando necessitam contratar um técnico. Isso ocorreu não só no próprio Flamengo como também no Atlético Mineiro e Corinthians. Sua volta ao Brasil nunca avançou.

Como podemos ver, opções não faltam a Confederação Brasileira de Futebol, inclusive outros técnicos estrangeiros que não são divulgados pela imprensa poderão chegar para assumir o posto de Tite. Teremos de aguardar e torcer para que tenhamos um técnico à altura das grandes conquistas obtidas pela seleção canarinho.

Post anterior
Ex-Malhação Mariana Rios pode comandar reality na Record

Ex-Malhação Mariana Rios pode comandar reality na Record

Próximo post
Elon Musk garante mais de 7 bilhões em investimento para o Twitter

Elon Musk garante mais de 7 bilhões em investimento para o Twitter

Posts Relacionados