Nesta última quinta-feira, dia 9, o McDonald’s inaugurou seu novo restaurante piloto na Flórida, localizado próximo da região dos parques do Walt Disney World, que busca colocar a companhia nas metas de sustentabilidade. Com design totalmente inovador e ecológico não apenas traz o futurismo para os dias de hoje, mas também promove o bem para o planeta. Sua unidade ocupa uma área de quase 8 quilômetros quadrados e já está aberto para o público.

Você deve pensar que abertura desse restaurante em tempos de pandemia pode ser algo não tão bem pensado pela companhia, porém encontra-se errado. Diante deste cenário mundial que estamos vivendo, o McDonald’s usou seu tempo para trazer a vida um dos projetos que estavam na sua meta para reduzir as suas emissões de carbono em até 36% até o ano de 2030. Já se passaram alguns anos mais a companhia já entrou em ação. O restaurante no momento só atende pedidos de passagem, incluindo aí compras para viagem, serviço de drive-thru e entrega de comida, mas sua proposta é que o público possa desfrutar do espaço planejado e sustentável.

Para um futuro melhor, todos precisam embarcar na experiência. O plano original é que a unidade seja 100% movida a energia solar. O abastecimento sustentável foi desenvolvido pela Ross Barney Architects, que estruturou mais de mil unidades de painéis solares ao longo do teto e das paredes de todo restaurante. Além disso, toda a cozinha foi reformulada e trazem equipamentos que reduzem ao máximo o gasto de energia.

Quando pensamos em algo inovador como um restaurante apenas sustentado por energia solar, análises devem ser feitas antes. Por exemplo, como quais aparelhos consomem mais energia?; em quais etapas podemos reduzir o consumo de energia e o quanto de energia total irei ter diariamente para ser utilizado, não são perguntas tão básicas, mas lógicas. 

Para a viabilidade do projeto, algumas eliminações foram feitas na rede de consumo de energia do restaurante, como o controle da temperatura da área dos clientes. Dessa forma tiveram que ser pensadas ideias de como diminuir a temperatura do ambiente sem ter que ligar o ar-condicionado, um estudo foi realizado onde descobriram que com o uso de plantas, elas refrigerariam naturalmente o ambiente. Além disso a unidade conta com janelas automatizadas que controlam a entrada e contenção do calor da região dentro do espaço, além dos vidros fotovoltaicos repelirem o calor do Sol. O projeto inteiro é pensado para reduzir a pegada ecológica da marca e combater o aquecimento global. Confira um vídeo completo em inglês mostrando toda a nova estrutura: