Latam demite funcionário que aparece em vídeo machista

das

A Copa do Mundo é uma época conhecida pelos jogos e pelo intercâmbio cultural, porém, nos últimos dias, o campeonato também se notabilizou pelo machismo que alguns turistas brasileiros compartilham em redes sociais. Manchete desde segunda-feira (18), três vídeos em que alguns homens pedem para mulheres russas falarem coisas ofensivas por não saber português foram grandemente compartilhados nas redes sociais.

Gravados pelos próprios agressores, os conteúdos mostram diversos homens que sorriem enquanto pedem para as garotas dizerem coisas que de uma enorme violência simbólica que não passou imune pelo crivo dos usuários virtuais. Incoformados com a atitude, diversas pessoas saíram na busca por revelar suas identidades descobrir quem eram aqueles caras.

Com a identidade de algum deles reveladas, diversas pessoas pedem explicações e que as empresas em que eles trabalhem também se pronunciem. Dentre os que foram denunciados, Felipe Wilson foi um dos identificados e que teve o seu trabalho revelado. Confira abaixo o vídeo em que Felipe aparece replicado no Youtube:

Colaborador da Latam, o jovem que aparece pedindo para jovens louras falar “eu quero dar a b...” para o seu grupo de amigos teve diversos pedidos de revisão de seu vínculo empregatício e a companhia aérea não ficou em cima do muro. 

Por meio de um comunicado oficial compartilhado em todos os seus canais, a empresa denfede que “A LATAM Airlines Brasil repudia veementemente qualquer tipo de ofensa ou prática discriminatória e reforça que qualquer opinião que contrarie o respeito não reflete os valores e os princípios da empresa. A partir deste pressuposto, a companhia informa que tomou as medidas cabíveis, conforme seu código de ética e conduta”.

Desta maneira, o antigo funcionário não faz mais parte da empresa. Até agora, o jovem não se pronunciou sobre a demissão

Aprova a atitude da marca? Responda nos comentários abaixo

Deixe seu comentário: