Startup ativa micro-influenciadores para campanhas publicitárias

Squid

Com o alto custo de youtubers e instagramers que viraram celebridades digitais, os micro-influenciadores se tornaram uma alternativa mais vantajosa em termos de custo para ganhar visibilidade nas mídias sociais. Pensando em como identificar e engajar criadores de conteúdo simultaneamente, os engenheiros Carlos Tristan e Felipe Oliva fundaram a Squid.

Inspirada em iniciativas internacionais, a Squid é uma startup especializada em Marketing de Influência que mapeia, recruta e gerencia micro-influenciadores para marcas das áreas de moda, beleza, esportes, business, tecnologia, varejo, alimentação e bebida, viagem e turismo , entre outras.

Os micro-influenciadores são internautas, com uma massa de seguidores entre 5 mil e 100 mil, que escrevem, falam e postam sobre temas específicos. Pessoas comuns que, na internet, atuam como especialistas, movimentando um público mais propício a abraçar campanhas de determinado assunto.

A tecnologia da Squid auxilia na gestão de todas as etapas de uma campanha, desde a identificação do micro-influenciador ideal, passando pelo alinhamento de estratégia, curadoria, ativação, até o monitoramento da performance de cada influenciador.

As campanhas podem ser gerenciadas pelos próprios clientes, por agências de publicidade ou pela Squid. “Nos tornamos especialistas sobre o assunto e, por isso, muitos clientes preferem que cuidemos de tudo. Nesse caso, eles podem acompanhar o desempenho pela plataforma”, conta Felipe.

Com o objetivo de ser omni-channel, a Squid também atua na esfera off-line, recrutando micro-influenciadores para ações de PDV. “O Marketing de Influência é uma tendência em franco crescimento no Brasil e o mercado tem reagido com entusiasmo à nossa proposta”, comenta Carlos.

Deixe seu comentário: