Anúncios nas redes sociais

Estudo revela crescimento de 50% em gastos com anúncios nas redes sociais

O relatório aponta que os investimentos nas redes estão aumentando para melhorar as experiências do cliente e impulsionar o social commerce

O novo levantamento State of Social Media e CX divulgado pela Emplifi, detalhou os gastos das empresas com redes sociais no segundo trimestre de 2021, de acordo com indústria, região, performance orgânica, mercado de influencers e CX. O estudo mostra que os gastos globais com anúncios no Facebook e Instagram aumentaram 50% em comparação com o mesmo período do ano anterior, enquanto que o alcance dos anúncios no Facebook caiu 12,4% globalmente.

O relatório também examinou as taxas de desempenho do IGTV, revelando que esse formato de vídeo publicado no Instagram teve uma performance quase tão boa quanto as postagens de fotos, com taxas de engajamento mais altas do que as postagens em vídeo padrão na plataforma.

“O aumento contínuo nos gastos com publicidade em mídia social está provando ser mais do que apenas um cenário de ‘recuperação’ relacionado à pandemia. Mais e mais marcas estão contando com o marketing de mídia social para envolver seu público de forma significativa e em escala”, conta Yuval Ben-Itzhak, chefe de estratégia da Emplifi. “O social commerce e os formatos que o suportam também estão se tornando mais prevalentes com o passar do ano, à medida que mais marcas reconhecem o valor da transmissão ao vivo e começam a aproveitar mais conteúdo em tempo real para alcançar os usuários em diferentes estágios da jornada do cliente”.

A empresa também revelou tendências de marketing de influenciadores e dados sobre conteúdo orgânico de mídia social. Por exemplo, o número de postagens de marcas com as hashtags #Pride e #PrideMonth mais do que dobrou no comparativo com o segundo trimestre do ano passado, um indicador claro de que as marcas estão aumentando seus esforços para se conectar melhor com o público por meio de mensagens mais empáticas.

“À medida que mais e mais consumidores começam a esperar que os canais de mídia social de uma marca proponham excelentes experiências do cliente em vários estágios de sua jornada, a importância dos dados de engajamento e interação está assumindo um significado maior. O que estamos vendo é que uma presença envolvente e responsiva na mídia social não é mais apenas um adicional para marcas voltadas para o consumidor, é um ponto-chave de diferenciação”, afirma Yuval.

Outra lição: os vídeos ao vivo do Facebook obtiveram o maior número de postagens orgânicas e entregaram três vezes as taxas de engajamento que os vídeos padrão, mas representam menos de 1% das postagens das marcas. Os usuários de redes sociais se envolvem muito mais com o vídeo ao vivo do que com o conteúdo tradicional.

O relatório State of Social Media e CX da Emplifi analisa as tendências no segundo trimestre e usa dados baixados no início de julho sobre as redes sociais.

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Post anterior

Novidades de elenco em séries que vem por aí!

Próximo post
McLanche Feliz conta apenas com corantes e aromatizantes naturais

McLanche Feliz deixa de conter ingredientes artificiais

Posts Relacionados