Mastercard cancela patrocínio à Copa América

Mastercard cancela patrocínio à Copa América

Mastercard desiste de grandes ações publicitárias dentro do torneio, que se inicia no domingo (13) no Brasil

A Mastercard anunciou na terça-feira (8) a limitação da exposição da marca durante a Copa América. Agora, ao invés de a marca estar estampada em grandes placas ao redor dos campos e aparecer nas entrevistas dos jogadores e técnicos, a empresa só manterá seu nome exposto nos estádios e banners.

A desistência da Mastercard na grande exposição dentro do evento, que acontecerá no Brasil entre 13 de junho e 10 de julho, se deve à polêmica em torno da realização da disputa no país, em meio ao agravamento da pandemia e a ameaça de uma terceira onda do Coronavírus. A competição aconteceria na Colômbia e na Argentina, mas foi cancelada por causa da situação da Covid-19 em ambos os países.

Protestos contra a Copa América no Brasil

A população foi às ruas protestar contra o torneio no último domingo (6), no Eixo Monumental, em Brasília. Diversos manifestantes carregavam faixas exigindo que a competição fosse cancelada devido à situação do pandemia no Brasil.

Além deles, a Seleção Brasileira também se manifestou contra a realização do evento, mas deixaram claro que não vão deixar de participar dos jogos. O manifesto foi divulgado pela rede social do jogador Casemiro, do Real Madrid, em nomes de todos os jogadores. Confira a nota:

“Quando nasce um brasileiro, nasce um torcedor. E para os mais de 200 milhões de torcedores escrevemos essa carta para expor nossa opinião quanto a realização da Copa América.

Somos um grupo coeso, porém com ideias distintas. Por diversas razões, sejam elas humanitárias ou de cunho profissional, estamos insatisfeitos com a condução da Copa América pela Conmebol, fosse ela sediada tardiamente no Chile ou mesmo no Brasil.

Todos os fatos recentes nos levam a acreditar em um processo inadequado em sua realização.

É importante frisar que em nenhum momento quisemos tornar essa discussão política. Somos conscientes da importância da nossa posição, acompanhamos o que é veiculado pela mídia estamos presentes nas redes sociais. Nos manifestamos, também, para evitar que mais notícias falsas envolvendo nossos nomes circulem à revelia dos fatos verdadeiros.

Por fim, lembramos que somos trabalhadores, profissionais do futebol. Temos uma missão a cumprir com a histórica camisa verde amarela pentacampeã do mundo. Somos contra a organização da Copa América, mas nunca diremos não à Seleção Brasileira.”

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Post anterior
Facebook e Instagram anunciam novas formas para ajudar criadores a monetizar

Facebook e Instagram anunciam novas formas para ajudar criadores a monetizar

Próximo post
cruella 2 banner final

Cruella 2: Disney está trabalhando em sequência, diz site

Posts Relacionados