O mês de junho foi o mês do Orgulho LGBTQIA+ como todos os anos, mas dessa vez trouxe algo novo e inusitado a nova coleção Nike BeTrue que chegou ao Brasil com novidades para homenagear esta data tão especial. Inspirado na representação da comunidade e o poder que ela carrega, isso resultou em uma linha de roupas e calçados atemporais e bem coloridos trazendo a alegria e força dessas pessoas que provam que amar a si mesmo é o mais importante que tudo. Refletindo o mesmo poder do movimento, as silhuetas da coleção expressam diferentes períodos e configurações de tempo e formam uma linha que traz uma força unificada na diversidade.

Para a Nike, essas expressões incluíram os modelos Nike Air Force 1, o Nike Air Max 2090, o Nike Air Deschutz e o Nike Air Zoom Pegasus 37.  O clássico Air Force 1, em sua primeira edição BeTrue, apresentou uma marca de 10 cores inspirada na bandeira More Colour, More Pride, introduzida na Filadélfia em 2017. Para dar visibilidade ao movimento negro dentro da comunidade LGBTQIA +, as cores da bandeira foram expandidas, adicionando listras pretas e marrons. 

Nike Be True Air Force 1 Nike Be True Air Force 1

A edição especial do futurista Nike Air Max 2090 contou uma história com cores que celebram a união em tempos de incerteza. O modelo possui cores assimétricas para criar uma estética única, composta pelas cores do arco-íris abaixo de uma cobertura translúcida.

Nike Be True Air Max 2090 Nike Be True Air Max 2090

Nike Air Deschutz, clássico da ACG e fiel às raízes dos anos 90, ganhou uma edição exclusiva para a coleção BeTrue. Projetado para conforto e estilo durante todo o dia, esta versão do Deschutz tem um toque diferenciado às tiras do calcanhar e ante pé com revestimento em elastano acolchoado. Um zíper no calcanhar trouxe um toque final exclusivo a este modelo.

Já o Nike Air Zoom Pegasus 37 chegou em uma edição especial com cabedal respirável que possui as cores do arco-íris com o Swoosh correspondente. Detalhes na língua e ilhós adicionam um pouco de brilho. O amortecimento Nike React, combinado com Zoom Air, deixou sua jornada ainda mais confortável.

Nike Be True Air Zoom Pegasus 37 

Além dos modelos de tênis, a coleção também contou com outras peças de vestuário, como: shorts, camisetas croppeds e outras com estampas de arco-íris coloridas que homenageiam a comunidade LGBTQIA+ e aqueles dispostos a se orgulhar do que e quem representam.

Em entrevista com diretor de marketing da Nike do Brasil, Gustavo Viana, conseguimos entender as ideias por trás das criações que esgotaram o estoque online em poucas horas. Confira entrevista na íntegra: 

ADNEWS – Desde quando a Nike vem abraçando a causa LGBTQIA+? Qual é a importância de uma marca tão grande quanto a Nike abraçar a causa LGBTQIA+?
Gustavo Viana: Na NIKE, acreditamos na busca da igualdade para todos os atletas *, incluindo (e especialmente) aqueles que são diversos em orientação sexual, identidade e expressão de gênero. Sabemos que, até que todos ganhemos, não venceremos e que juntos somos mais fortes.

Acreditamos que a diversidade de pessoas e perspectivas é o motor para chegar às melhores ideias e resultados. Desde a fundação da Nike usamos a voz da marca e o poder do esporte para lutar por igualdade e inspirar as pessoas a agirem em suas comunidades. Nosso objetivo é refletir a diversidade de consumidores que atendemos e das comunidades onde vivemos e trabalhamos. 

AD – Como a parte de design pensou nos produtos para que pudessem representar as cores do movimento LGBTQIA+ e ainda ter um toque moderno, ponto característico da marca?
Viana: A inspiração da coleção está na representação da comunidade e o poder que ela carrega. Além das cores da bandeira LGBTQIA+, trouxemos outros elementos importantes na comunidade, como por exemplo no modelo Air Force 1, que apresenta uma marca de 10 cores inspirada na bandeira More Colour, More Pride, introduzida na Filadélfia em 2017, para dar visibilidade ao movimento negro dentro da comunidade LGBTQIA +. As cores da bandeira foram expandidas, adicionando listras pretas e marrons.

Para trazer o toque moderno da marca, escolhemos silhuetas que expressam diferentes períodos e configurações de tempo e formam uma linha que traz uma força unificada na diversidade.

AD – Já é possível entender a importância desse símbolo de representatividade ao público? Como foi a reação e opinião das pessoas com a nova coleção?
Viana: Temos um longo histórico de promoção da igualdade em questões de etnia, gênero e orientação sexual. Sobre a Coleção Be True, começou em 2012 como um esforço de base liderado por funcionários da Nike na “Rede PRIDE”, buscando construir uma comunidade de orientação, identidade e expressão diversificada, focada em iniciativas comunitárias para promover a igualdade no esporte. 

A coleção, criada e gerenciada por designers da Nike na comunidade LGBTQIA+ e na “Rede PRIDE” da Nike, foi muito bem aceita pelo público, por isso, é lançada todos os anos em junho para celebrar o mês do Orgulho Nacional e apoiar todos os indivíduos independentemente da identidade de gênero ou de quem eles amam.

Além dos produtos lançados desde 2012, como parte da celebração do Mês do Orgulho LGBT deste ano, a Nike, de forma global, está trabalhando para apoiar fundações que defendem e promovem a comunidade LGBTQIA+. Cada um dos beneficiários escolhidos contribuem para criar espaços seguros e para elevar a história da comunidade LGBTQIA+. Para nós, ajudar a criar um campo de jogo mais igual para todos é fundamental e um dos pilares que guia a construção de nossa marca.

AD – Há novos projetos que seguirão nesta mesma temática? Vocês pretendem manter isso em seu reportório de produtos? 
Viana: Na Nike, estamos comprometidos em promover uma cultura inclusiva e quebrar barreiras para os atletas * em todo o mundo. Celebramos a diversidade e nos esforçamos para criar espaços iguais para todos. Nosso trabalho para promover a igualdade começa com nossos funcionários e se estende às pessoas nas comunidades onde vivemos e trabalhamos.  

É por meio da diversidade que conseguimos chegar nas melhores ideias e resultados. O apoio a comunidade e projetos continuarão sendo um pilar da marca para inspirar e lutar por igualdade. Queremos refletir a diversidade dos nossos consumidores em nossos produtos e onde trabalhamos.

AD – Quais outros movimentos a Nike considera louvável para apoiar e planejar novos produtos em homenagem?
Viana: Justamente pela igualdade ser um de nossos principais valores e embora tenhamos feito progresso, temos o compromisso de melhorar ainda mais, acelerando nosso esforço para ampliar a representatividade de mulheres e negros e ampliando a diversidade em todo o nosso negócio, a longo prazo. Nós aspiramos sermos líderes na construção de uma equipe e cultura diversificadas e inclusivas.

AD – Qual foi o resultado das arrecadações para a Casa Florescer?
Viana: Assim como o movimento global feito pela Nike, aqui no Brasil conseguimos apoiar a Casa Florescer, uma cada de acolhida para mulheres travestis e transexuais. Para nós, essa parceria foi muito importante. Além de celebrar o Mês do Orgulho LGBTQIA+ por meio de nossos produtos, conseguimos apoiar uma instituição que faz um trabalho tão sério e necessário para a nossa sociedade.