NYT contratata especialista para pauta sobre gênero

gênero

O New York Times anunciou a criação de uma editoria de gênero encabeçada pela jornalista Jessica Bennett. A profissional foi escolhida entre mais de 300 nomes e comandará uma iniciativa que tem por objetivo focar as notícias em como o gênero afeta a vida diária da população.  

De acordo com Jodi Rudoren, diretora editorial do NYT a cobertura de outros temas poderia ser encaixada nesta nova categoria, além disso "não estávamos fazendo o melhor que podíamos para conectá-las. Fazer isso ajuda o leitor a ligar os pontos, e cria uma lente que os ajuda a se envolver com as matérias”.

Para a própria Jessica, a criação do cargo editorial vai além de priorizar a cobertura de movimentos feministas ou de violações de direitos das mulheres. “Claro que isso é importante, mas devemos acompanhar outros assuntos que o ‘Times’ já trata, como política, internacional e saúde, através de uma lente focada no gênero.”

A jornalista afirmou ainda que o modo como é feita a cobertura precisa ser reformulada: “É fundamental adotar uma postura interseccional, ao dar espaço para vozes pouco representadas na mídia e prestar atenção em detalhes sutis como o tom da linguagem, a disposição visual da reportagem e a escolha das fontes”, já que “as instituições, inclusive as de mídia, foram criadas por e para homens brancos”.

Jessica Bennet é autora do livro “Feminist Fight Club: A Survival Manual for a Sexist Workplace” (Clube da Luta Feminista: Um Manual de Sobrevivência para um Ambiente de Trabalho Sexista).

Deixe seu comentário: