Alunos da Miami Ad School SP expõem os números da violência doméstica

dfsdsf

Infelizmente a violência doméstica é silenciada dentro da própria casa. Os casos não chega ao conhecimento público e ficam presos na vida privada. Motivo que faz com que eles agravem, dando a sensação de impunidade ao agressor e o gosto de impotência para quem sofre.

Para expor essa situação e conscientizar a população, os alunos Catharina Mendoça, Bernardo Sande e Gabriel Azevedo da Miami Ad School SP lançaram o projeto Se As Casas Falassem.

Na intervenção, sentenças formadas pelos números de endereçamento das casas foram espalhadas pelas ruas de diferentes bairros de São Paulo. Trazendo para fora um problema que vive entre quatro paredes.

Os dados foram retirados de pesquisas fornecidas pela OMS, IPEA, SESC, SPM/PR, entre outros, no período de 2010 a 2018.

Confira abaixo algumas imagens da iniciativa:

É pouco muro pra tanta violência. #SeAsCasasFalassem

Uma publicação compartilhada por Se As Casas Falassem (@seascasasfalassem) em

  

De porta em porta. De muro em muro. #SeAsCasasFalassem

Uma publicação compartilhada por Se As Casas Falassem (@seascasasfalassem) em

Deixe seu comentário: