Emojis em e-mail marketing: Usar ou não?

emoji email marketing

Você usa emojis como uma forma de comunicação diariamente, mas tem receio de incorpora-los às campanhas de e-mail? Não tem certeza como pode ser interpretado? Uma pesquisa recente da Return Path revelou que os emojis podem incrementar o conjunto de estratégias das campanhas de e-mail marketing. O estudo “Emoji use in e-mail subject lines – a monthly guide to emojis and email”, mapeia o desempenho de campanhas em períodos significativos para o varejo ao longo do ano, comparando as métricas de mensagens cujas linhas de assunto contêm emojis, com aquelas construídas da maneira tradicional, apenas com textos.

Por meio do relatório da Return Path é possível saber, por exemplo, que emoji de lábios são eficientes em campanhas do Dia dos Namorados, enquanto a imagem de chave inglesa fez muito sucesso no Dia dos Pais. Por outro lado, a imagem com brinde de taças de champanhe não apresentou engajamento com os assinantes no período do Ano Novo.


Rafael Viana, email strategist da Return Path explica o interesse pelos ícones: "Em uma caixa de entrada lotada, não há dúvidas de que os emojis se destacam e são um elemento importante para chamar a atenção do leitor", e completa: "Não há muitas campanhas de e-mail marketing utilizando o recurso hoje, então, há um fator de novidade envolvido", completou.

Embora esse fator de novidade seja difícil de quantificar em um relatório de pesquisa, evidências indicam uma queda brusca nas métricas de engajamento após o uso repetido de emoji. "O que funciona uma vez pode não funcionar sempre. Meu conselho para um profissional de e-mail marketing que quer tentar usar emojis é ter nossas descobertas como ponto de partida para testar suas próprias campanhas", continuou Viana. "Toda marca precisa encontrar seu próprio tom de voz e entender o público-alvo. Não há fórmula mágica para usar emojis, ou qualquer outro aspecto de uma campanha de e-mail".

Aqui seis boas práticas para te ajudar a saber quando usar ou não emojis:

  1. Teste em uma pequena amostra– Inicie o uso de emojis em uma pequena amostra do seu mailing. Compare o desempenho enviando para outro grupo mensagens com linhas de assunto tradicionais.
  2. Não exagere –Evite utilizar vários emojis ao mesmo tempo e evite aqueles que são amplamente utilizados.
  3. Certifique-se de que a imagem utilizada faz sentido no contexto e na sua indústria –Um emoji que apresentou alta taxa de leitura no estudo da Return Path pode não ser eficiente em suas campanhas. Para evitar erros, esteja ciente da identidade da marca da sua empresa e tenha cuidado com a utilização de cada emoji. Evite que o uso da imagem seja encarado como uma brincadeira de mau gosto.
  4. Certifique-se de que os emojis sejam visualizados com perfeição –Enquanto um emoji pode fazer com que o e-mail seja aberto, é provável que os assinantes excluam mensagens cuja linha de assunto tenha um emoji desconfigurado. Verifique se os emojis que você está usando são suportados pelos provedores de caixa de correio e dispositivos que seus assinantes usam.
  5. Saiba qual é o destino dos seus e-mails –Antes de concluir se o uso de emoji foi um sucesso ou um erro, certifique-se de estar mapeando se as mensagens estão alcançando a caixa de entrada e sendo abertas.
  6. Veja como seus concorrentes estão usando os emojis –Existem muitas opções quando se trata de usar emojis em linhas de assunto de e-mail, então fique atento ao uso das imagens pelas demais marcas no mercado, principalmente seus concorrentes diretos. Esta é uma forma de se inspirar ou evitar erros

 

Deixe seu comentário: