Facebook muda regra que limitava texto em anúncios

fb

Sem muito alarde, o Facebook começou a mudar um ponto fundamental para quem trabalha com a rede: o tão falado limite de 20% de texto em anúncios. A questão, que há tempos é discutida por profissionais de social media, foi assunto em um Live realizado pelo Facebook para Empresas na última quinta-feira (9).

Durante a apresentação, que tinha como objetivo sanar dúvidas frequentes da utilização da platafoma para negócios, profissionais da empresa confirmaram a atualização na regra que, até o momento, era apontada como o motivo mais comum para a promoção de um anúncio ser reprovada pelo Facebook (clique aqui para conferir o vídeo na íntegra). A rede também usou seu perfil de negócios para responder à dúvida de uma usuária sobre a questão, esclarecendo a mudança. 



Para auxiliar os usuários na medição dessa quantidade de texto, a plataforma conta com uma ferramenta conhecida como "Text Overlay" que serve como um medidor da proporção de texto na imagem, permitindo que a pessoa saiba se aquela peça está ou não dentro das diretrizes estabelecidas pela rede social. Uma mudança, no entanto, foi sentida por alguns usuários no que diz respeito ao recurso. No novo modelo da ferramenta, é realizada uma nova análise que mensura a concentração do texto na peça e reporta ao anunciante seu nível de qualidade.

Em linhas gerais, na prática o que muda é que o Facebook deixará de barrar a divulgação de anúncios com peças compostas por mais de 20% de texto. Apesar da mudança significativa, a rede social alerta que, embora não sejam barradas, as publicações que ultrapassarem esse limite podem ter seu alcance prejudicado.

Quando procurado pelo Adnews, o Facebook confirmou a atualização: “Estamos sempre em busca de formas para melhorar a experiência para pessoas e anunciantes em nossa plataforma, e por isso atualizamos a política que limitava textos excessivos nas imagens dos anúncios (mais de 20%). Estamos testando uma nova solução que permitirá a publicação de anúncios sem essa limitação, porém de acordo com a quantidade de texto na imagem, esse pode não alcançar tantas pessoas. Continuaremos a monitorar como esse teste impacta os anunciantes e as pessoas para garantir que estamos criando a melhor experiência possível a todos", declarou a rede social por meio de um porta-voz.

Com essa informação, os profissionais de social media devem continuar apostando na menor quantidade de texto possível no momento de criarem suas campanhas no Facebook, para que, mesmo conseguindo conclui-las com sucesso, não tenham o alcance de usuários prejudicado.

O que achou da mudança? Compartilhe sua opinião conosco através dos comentários!

Deixe seu comentário: