Empresas criam 1ª Associação Brasileira de Inteligência Artificial

AI

Uma união com 16 empresas, entre startups e companhias já consolidadas do setor de Inteligência Artificial resultou na criação da primeira entidade representativa do setor, a ABRIA. Na avaliação de Yan Di, presidente da associação, a criação da entidade permitirá somar esforços entre as empresas brasileiras que atuam no setor, ampliar a troca de informações entre players nacionais e acelerar a adoção de plataformas de AI que melhorem a produtividade da economia brasileira.

De acordo com Yan Di, dados comprovam a eficácia em utilizar AI: “Estudos internacionais indicam que a aplicação de soluções de AI geram, em média, um aumento de 40% na produtividade das empresas que a adotam. Em segmentos como o varejo, por exemplo, este ganho chega a 60%, acelerando a tomada de decisões e auxiliando na prospecção de novos clientes”, afirma.

Para o CEO da Nama, Rodrigo Scotti, a iniciativa integrará a comunidade desenvolvedora e tornará mais palpável para a população a tecnologia em Inteligência Artificial genuinamente brasileira. “Queremos que as boas práticas em Inteligência Artificial sejam cada vez mais disseminadas na sociedade e possam ajudar muitas pessoas em suas atividades cotidianas”, comenta.

Entre as atividades já definidas na agenda da entidade estão a produção do primeiro mapa público do setor de Inteligência Artificial no Brasil, identificando as startups em ascensão, empresas internacionais operando no Brasil e projetos de pesquisa nos setores acadêmicos. Veja abaixo os sócios fundadores da ABRIA. Mais informações podem ser obtidas neste email. 

Hoje no Brasil existem cerca de 40 empresas iniciantes que se dedicam exclusivamente a criar ou aplicar soluções de AI para aumentar a eficiência em setores como seguros, marketing digital, varejo, agronegócios, educação, saúde, legislação, transportes, serviços financeiros e linguagem natural.

Deixe seu comentário: