"Uber das areias" conecta banhistas a vendedores ambulantes via aplicativo

Na Praia
Carol Martins, idealizadora do 'Na Praia'. Foto: Divulgação

Já podemos eleger algumas tendências que se mostram satisfatórias no empreendedorismo digital. Uma delas é a criação de ferramentas que funcionem como redes de conexão entre demanda e oferta.

Não precisa ir muito longe para pensar em aplicativos e plataformas que partam da premissa popular “todo mundo sai ganhando”.  Uber e Airbnb são cases de como unir os dois lados de uma forma simples e menos burocrática. E é essa simplicidade que está fazendo um novo serviço se popularizar nas areias do Rio de Janeiro. Trata-se do Na Praia, um aplicativo com o objetivo de unir banhistas a barraqueiros e ambulantes das praias cariocas.

Criado pela arquiteta Carol Martins, o “uber das areias” nasceu para facilitar a compra de artigos durante o passeio na praia, que vão desde o famoso mate e biscoito Globo a vestuários e acessórios. Através do aplicativo, o usuário consegue localizar e chamar o vendedor para comprar aquilo que deseja. Além disso, é também possível pagar via cartão de crédito, dispensando assim o uso de dinheiro físico, um possível adeus às notas molhadas.

    

O sucesso de cadastros do Na Praia comprova que barraqueiros e vendedores ambulantes estão muito abertos para a chegada do digital em seu “mercado praieiro”, mesmo que a maioria esteja alheia à tecnologia. De acordo com Carol, muitos comerciantes não possuíam e-mail, alguns nem conta bancária, mas o esforço dos idealizadores de aplicar uma educação digital valeu a pena: atualmente são mais de com 200 comerciantes cadastrados.

E esse número tende a subir com a chegada dos Jogos Olímpicos. Carol conta que a procura por informações para o cadastro vem aumentando, assim como os downloads, que já são mais de 3 mil.


Foto: Divulgação

O Na Praia possui versões em português, inglês e espanhol, mas traduções para o mandarim, francês e alemão estão nos planos, tudo para conquistar os banhistas, tanto os brasileiros quanto os estrangeiros.

Disponível para iOS e Google Play, o Na Praia deve chegar logo a outras praias brasileiras.

Deixe seu comentário: