Nesta quinta-feira, (13), Marta fez sua estreia na Copa do Mundo Feminina contra a Austrália com uma chuteira sem patrocínios. O calçado tinha apenas dois traços, rosa e azul, símbolo do movimento Go Equal que busca a equidade salarial.

No primeiro tempo da partida, em cobrança de pênalti, Marta balançou as redes e durante a comemoração, a Rainha do Futebol Feminino, apontou para sua chuteira com o emblema que reivindica a igualdade de gênero no campo. Com o gol, a camisa 10 entrou para história como a jogadora a marcar gols em cinco copas diferentes entre homens e mulheres, além de se igualar ao alemão Miroslav Klose como os maiores artilheiros da Copa do Mundo.

Na página oficial da causa, uma postagem explica o objetivo:  “Bola igual. Campo igual. Regras iguais. Se as mulheres jogam futebol da mesma forma que os homens, por que elas não recebem o devido reconhecimento? O devido apoio? A devida remuneração? Equidade é algo é algo pelo qual devemos todas e todos lugar. Afinal, somos iguais. #GoEqual pela equidade de gênero nos esportes”.

Marta recusou propostas de Nike e Adidas por oferecerem valores menores que o futebol masculino. A jogadora procurou Sérgio Gordilho, copresidente e CCO da agência Africa para ajuda-la na escolha da chuteira.

O logotipo chamou a atenção dos internautas e a craque chegou aos assuntos mais comentados do Twitter.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

AdInsights

+ Ver mais

A Gillette sabe o que faz. Já Neymar…

por Adinsight por Leonardo Araújo

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald