Pela quarta vez, o Anima Mundi emplacou uma indicação para o Oscar, na categoria Melhor Curta de Animação. Vencedor do Grande Prêmio Anima Mundi em 2018, o filme canadense Animal Behaviour, de Alison Snowden e David Fine (Canadá), entrou na short list da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos EUA.

Maior festival de animação da América Latina, o Anima Mundi é qualificado desde 2012 pela Academy of Motion Pictures Arts and Sciences e o curta vencedor do Grande Prêmio Anima Mundi é elegivel a participar das seleções para a disputa doOscar. Além de Animal Behaviour, três curtas indicados pelo Anima Mundi foram candidatos à disputa do Oscar: em 2013 Head Over Heels, do Reino Unido (Melhor Filme Anima Mundi 2012); em 2014: Feral, coprodução Portugal e EUA (Melhor Filme Anima Mundi 2013); e em 2018 o francês Negative Space, dos diretores Max Porter (EUA) e Ru Kuwahata (Japão).

O Grande Prêmio Anima Mundi é disputado por curtas-metragens brasileiros e internacionais que concorrem em todas as categorias do festival. As inscrições para a 27ª edição para julho de 2019 são gratuitas e estão abertas no site do festival, através do link www.animamundi.com.br/pt/inscricao-festival. Neste ano, o Anima Mundi abre duas novas categorias: Curta-Metragem Documentário e Realidade Virtual, além das já tradicionais Curta-Metragem Brasileiro, Curta-Metragem Internacional, Curta-Metragem Infantil, Portfólio (filmes publicitários ou feitos sob encomenda), Longa-Metragem, Longa-Metragem Infantil, Galeria (filmes experimentais), Curta de Estudante, Animação em Curso (trabalhos finais das melhores escolas de animação do mundo), Futuro Animador (filmes que utilizam as linguagens da animação para experiências educativas), Panorama (curtas internacionais que apresentam diversas tendências dentro da animação) e Olho Neles.

Podem ser inscritas no festival obras realizadas em qualquer técnica de animação, em variados suportes de captação, sem restrição de tema ou gênero. São aceitas obras de qualquer duração, sem exigência de duração máxima ou mínima. Não há limite para o número de inscrições por participante, mas só serão aceitos filmes que não tenham sido inscritos em edições anteriores do Anima Mundi.

A curadoria é dos animadores Aída Queiroz, Cesar Coelho, Léa Zagury e Marcos Magalhães, diretores e fundadores do festival. Tradicionalmente, os curtas-metragens são apresentados em sessões infantis ou adultas com até duas horas de duração, que proporcionam experiências incomparáveis. Cada seleção é uma surpresa e traz combinações de filmes de gêneros distintos, como fábulas, dramas, comédias, romances, documentários, terror e suspense. Os locais de realização do 27º Anima Mundi serão divulgados assim que a programação estiver fechada.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Especial Google

+ Ver mais

Quer falar com mulheres? Olhe para os dados, não para os estereótipos

por Artigo de Kate Stanford, diretora global de marketing e publicidade no Youtube

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald