O primeiro dia de DSE Conference, que aconteceu durante a primeira DSE South America, teve como um dos grandes destaques a palestra "Mídia DOOH: Veículo de mídia ordinário ou um meio de comunicação extraordinário?" de Waltely Longo, especialista em mídia digital out of home que ajudou a desenvolver o segmento no Brasil com sua TV Mulher & Mãe e também como presidente por dois mandatos da ABDOH – Associação Brasileira de Mídia Digital Out of Home.

O especialista falou sobre a mídia out of home como um novo meio de comunicação que ainda tem muito a ser explorado e, apesar do risco de se tornar apenas mais uma entre as centenas de veículos, ela pode se transformar em uma mídia extraordinária se bem utilizada, reconquistando a atenção dos consumidores. "Atenção, relevância e sincronia transformam pedra em ouro nesse meio", declarou Longo.

De acordo com Waltely, nos últimos 10 anos as pessoas passam em média 30% menos tempo em casa, o que alterou completamente a forma de se comunicar. Se antes as pessoas consumiam mídia em casa, hoje em dia a atenção está fragmentada e esse é um aspecto que a mídia out of home deve aproveitar por ser multimídia e ter a possibilidade de uma linguagem em sincronia com o momento das pessoas. "É possível ter uma comunicação massiva e ainda assim individualizada com a MDOOH, já que se trabalha com o ativo e o dirigido de forma conjunta e integrada. A sincronia é um gerador de relevância", explica.

Atualmente diretor da PROOH, empresa full service especializada em mídia out of home, Longo acredita que há uma tendência do setor em fazer investimentos reduzidos em conteúdo. "O conteúdo é o principal responsável por conseguir conquistar a atenção da audiência, mas seja em função do processo histórico ou da cultura da empresa, pelo foco no curto prazo ou mesmo pela crise financeira, é nítido que o conteúdo fica em segundo plano", lamenta. Para ele, esse é um dos maiores erros que as empresas que querem investir nessa mídia cometem, porque o conteúdo é um dos principais pilares para o sucesso da sinalização digital. Confira as dicas de ouro do expert em digital signage:

1 – Tente estabelecer ou reforçar sua identidade editorial. Para isso, tenha voz e opinião, já que o espaço editorial, por menor que seja, ajuda muito criar uma identidade de conteúdo e é ótimo para praticar a sincronia. De forma gradual, a audiência começa a se tornar relevante.

2- Aproveite o benefício de sua audiência ser rotativa. Uma programação fixa é sempre inédita para um público que se renova. Dependendo do setor de atuação, o público da mídia DOOH tem um nível de rotatividade que pode ajudar muito na hora de reduzir recursos de produção;

3- Segmente o conteúdo pelo ambiente das telas. A segmentação internacional de mídia out of home é dividida em ponto de espera (dentro de metrô e ônibus, elevadores, prédios corporativos, fila de banco, etc), ponto de vendas (varejo, shopping, lojas de conveniência, etc) e ponto de trânsito (aeroporto, ponto de ônibus, estação de trem e metrô, vitrine de loja, etc);

4 – Agregue pensamento estratégico à sua programação. O importante é que sejam estabelecidos guias para a criação do conteúdo com antecedência. Para isso, é necessário que haja a análise do ambiente onde vai ocorrer a comunicação, a identificação do perfil do público que compõe a audiência e a definição do que se pretende comunicar nas principais peças de comunicação.

Redação Adnews