Porque você deveria investir em mobile agora

Os últimos cinco anos foram todos "o ano do mobile". Você até pode ser cético a respeito de tendências e previsões dos gurus sobre a próxima bola da vez, mas uma coisa é certa: quando os dados falam, eles gritam em alto e bom som. E não devem ser ignorados. Especialmente se você tem um negócio e quer que ele signifique alguma coisa na próxima década.

Com o aumento de 39% da penetração dos smartphones em 2014 e com 40 milhões de "consumidores multiscreen", a realidade digital no Brasil já é bem real. Para a maioria dessas pessoas, a tela móvel é também a principal tela – 72% delas acessam a internet diariamente através de dispositivos móveis e 21% usam apenas esse meio para acessar a web. Apenas imagine que esses milhões de pessoas jamais acessarão a versão desktop do seu site. Temos vivido isso na agência e outros dados confirmam que acessos por desktop despencaram durante 2014. Você não quer estar em um navio naufragando, certo?

Conquiste seu público nas Mídias Sociais - Os brasileiros passam mais tempo online do que qualquer outro povo do mundo. Também somos fisgados pelas redes sociais como Facebook, Instagram, Twitter e Youtube. Temos 71% dos usuários online acessando redes sociais, muito mais do que qualquer um de nossos países vizinhos. Esses serviços são altamente acessados por mobile e seus números crescem muito rápido. Pergunte a alguém que entende de Analytics sobre as fatias de acesso ao Facebook por dispositivo (desktop/móvel/tablet) ano após ano e você estará um passo mais perto de compreender porque o mobile é uma boa alternativa para investir agora.

Conquiste o Google - o Google está premiando as marcas que investem em mobile. Justamente porque já percebeu que esse formato tem preferência cada vez maior entre os usuários. Sendo assim, ele te recompensa se você seguir à risca as guidelines de desenvolvimento pra esse tipo de site. Ou seja: estar de acordo com elas é de seu próprio interesse. Um site pensado para dispositivos móveis é um dos poucos fatores de ranking de que o Google fala abertamente. Pela minha experiência, sei que isso nos deixa em vantagem para o tráfego orgânico. Um site responsivo é agora identificado dessa maneira nos resultados de busca. O que assusta nesse panorama é que se especula que a partir deste ano o Google passará a "punir" sites que não sejam "amigáveis" para o acesso móvel. Então, mais uma vez: se você ainda não pensou em investir em mobile, talvez você esteja do lado errado da equação.

Extravase a fronteira do digital - Se até agora você achou que isso tudo se aplicava apenas a websites, enganou-se. A beleza do mobile é que ele está conosco em todo lugar. Isso significa no shopping, no trabalho ou no ônibus. As pessoas estão ativas e em busca de conteúdo em qualquer lugar. O que significa que você pode atingi-las no momento certo. O Google Adwords já oferece bastante segmentação granular de localização, lógico, integrada ao Google Maps. Os anúncios de Local Awarensess do Facebook, que permitem anúncios que serão exibidos para usuários na região da sua loja, são aguardados para este ano no Brasil. Essas são oportunidades entusiasmantes para donos de lojas que querem atrair mais consumidores por meio de seus celulares. Uma tecnologia ainda mais promissora são os chamados "beacons". Eles são pequenos equipamentos que transmitem sinal Bluetooth para os celulares ao seu redor. Se uma pessoa tem o seu aplicativo instalado no celular dela, você pode enviar a ela mensagens personalizadas baseadas em sua localização – por exemplo, informar alguém que passa em frente de sua loja sobre uma determinada promoção que está acontecendo naquele momento.

Concluindo: se você me perguntasse, eu diria para apostar todas as suas fichas em mobile durante 2015! 

Artigo de Filip Pelgrims, profissional de marketing de performance na Polvo 

Deixe seu comentário: