Com novelas, humor e variedades, VIVA lidera na TV e se destaca no digital

Em um período de tantas transições como o que vivemos, veículos que ressignificam o passado e se atualizam com a comunicação atual ganham destaque e conseguem unir gerações. É o caso do VIVA, que em apenas oito anos mostrou como as novelas, o humor e os programas de variedade são pop e queridos pelos brasileiros.

Líder de audiência na televisão por assinatura, o canal é um dos preferidos pelas famílias e um dos mais relevantes por quem utiliza os meios digitais. Para se ter uma ideia do perfil dos seguidores do VIVA, já são mais de três milhões de curtidas na fanpage no Facebook e 79% de seu público no Instagram tem entre 18 e 44 anos¹.

Diante de programas como “Explode Coração”, “Toma Lá, Dá Cá” e “Mais Você”, milhões de pessoas se veem e se reveem na TV ou no celular.  

Por meio de uma identidade atualizada, o canal estabelece conversas entre gerações e consegue unir desde quem cresceu junto com os personagens da emissora até quem já nasceu conectado na internet. Cientes da diversidade de seu público, além de se atualizar em diversos segmentos, a marca também criou um hotsite dedicado aos anunciantes.  

Para mostrar a abrangência de seu conteúdo e as oportunidades de segmentação comercial, apresentamos os três pilares em que o VIVA se apoia para continuar pop e relevante.

Novelas 

Principal fortaleza do VIVA, as novelas impactam milhões de pessoas a cada mês. Para se ter uma ideia, só entre outubro e dezembro 33 milhões de telespectadores acompanharam obras como “Sinhá Moça”, “Bebê a Bordo” e “Explode Coração”². Sucesso na TV e ocupando primeiro lugar no ranking da TV por assinatura (total de indivíduos)², as novelas também se saem bem quando o ambiente é o meio digital.

Para se ter uma ideia, em janeiro de 2018, foram mais de 370 mil dedicadas às novelas no VOD³. Nas redes sociais, este pilar também se destaca: e a estreia de “Explode Coração” no VIVA, por exemplo, fez tanto “buzz”, que a história da cigana Dara e do icônico Igor foi Trending Topic no Brasil.

Humor

Quando o assunto é dar risada, poucos lugares têm um acervo tão vasto e querido de piadas quanto o VIVA. Com programas como “Toma Lá, Dá Cá”, “Sai de Baixo”, “Os Trapalhões”, “As Aventuras do Didi”, “A Turma do Didi, “Os Normais”, “A Diarista”, “Zorra Total” e “Escolinha do Professor Raimundo”, o VIVA atingiu a marca em 2017 de mais de 1,2 de horas consumidas em plataformas VOD só nos conteúdos humorísticos³.

E se falamos de redes sociais, o segmento mostra que ele também conquista o público das redes em postagens que engajam e divertem a geração multiplataforma, mostrando a variedade de possibilidades de parcerias e conteúdo do canal.

Apenas maravilhosas! Quem arrasa mais? ;) #tomaládácánoviva

Uma publicação compartilhada por VIVA (@canalviva) em

Variedades

Conectado com o presente, o VIVA estabelece contato direto com o que é assunto nos lares Brasil afora nos dias de hoje. Com a força de apresentadoras como Fátima Bernardes e Ana Maria Braga, a marca amplia seu conteúdo com programas como “Encontro com Fátima Bernardes” e “Mais Você”. 

Dessa forma, o VIVA expande ainda mais os formatos que podem ser explorados pelo mercado da propaganda e os rostos que são veiculados por ele. Assim, por seus tantos meios e plataformas, são transmitidas histórias de pessoas de diversas idades, níveis sociais e personalidades, refletindo em múltiplas telas as características e os hábitos de cada um dos brasileiros.    

Fontes:
1: Facebook Insgihts e Social Bakers. Período: Jan a Dez./2017
2: 
Ibope 15 Mercados. Análise Tabela de Programação. Indíviduos c/ pay TV. Período: 1º de outubro a 31 dezembro/2017. Projeção: Base Anatel/ Média Out a Dez/2017
3: 
Play: Dax até out/17 e G.A Vídeos a partir de Nov./2017 + VOD Operadora

Native Ad

Deixe seu comentário: