Dono de bar curitibano gera polêmica no Facebook

<p>
	Dono de bar curitibano gera pol&ecirc;mica no Facebook<em> (Reprodu&ccedil;&atilde;o)</em></p>

No dia 20 de abril, a internauta Juliana Cavalcante resolveu utilizar o Facebook para reclamar. Suas queixas eram direcionadas ao Phoenix American Mex, um bar/restaurante localizado em Curitiba. Tratava-se de mais uma consumidora insatisfeita com algum estabelecimento que, utilizando a internet, manifestava sua insatisfação. A reclamação passaria despercebida do grande público, não fosse um detalhe: aparentemente, o dono do restaurante respondeu a postagem da garota de maneira ríspida.

A reclamação de Juliana abordava, entre outros assuntos, o atendimento do estabelecimento, o preço da cerveja e da comida, além do local direcionado para que ela curtisse a noite. Um "puxadinho", nas palavras da moça.

Marcus Vinicius Conte, que se apresentou na postagem como dono do bar, resolveu interagir com a cliente. Segundo o rapaz, o tal "puxadinho" na verdade será a área VIP da casa num futuro próximo. Em relação ao preço da cerveja, ele foi mais incisivo. "Se você não tem R$ 11,00 para pagar uma cerveja, passe no Extra e tome em casa", vociferou.

Já sobre os alimentos, ele lamentou. Não pela suposta demora no atendimento. Na verdade, ele disse que era uma "pena" o fato da comida não ter dado dor de barriga em Juliana. Aliás, pejorativamente, o rapaz atribuiu a alcunha de "mana" para a garota. Também disse que a demora no atendimento se deu porque o ambiente estava cheio, com 750 pessoas. "Que ótimo que o seu bar estava com 750 pessoas. Mas então estas 750 pessoas deveriam receber o mesmo tratamento", retrucou Juliana.

Outros internautas defenderam a consumidora. "Tenho certeza que com essa sua atitude nada 'política', do tipo, 'não preciso de você, sua pobre, porque eu tenho muitos outros clientes aqui no meu bar e você não vai fazer falta', além de mim, você perdeu mais centenas de outros clientes", disse o usuário Marlon Ivankio (confira o print polêmico aqui).

O rapaz teria ofendido outra internauta via inbox. "Vc devia para a PQP (sic) em vez de mandar esta mensagem sua IDIOTA DE MERD*", dizia uma mensagem encaminhada pelo mesmo perfil para a usuária Fernanda Werka (aqui).

A resposta do restaurante veio em forma de comunicado oficial no Facebook. O estabelecimento alegou que a conta do rapaz tinha sido invadida. Redigida pelo advogado Marcello da Rocha, a nota diz que "infelizmente um funcionário acessou indevidamente a conta pessoal para responder comentários de clientes" (leia a íntegra do comunicado aqui).

A recepção à resposta também não caiu bem e muitos não acreditaram. Um internauta questionou a assiduidade das postagens mal educadas, feitas em diferentes horários. Será que o dono da conta não perceberia a invasão? O bar respondeu. "O funcionário tinha acesso à conta do dono do bar para fazer convites de eventos, e compartilhar fotos das páginas para a rede pessoal do dono da empresa, nós repreendemos totalmente a atitude tomada, a pessoa que fez isso já foi demitida e se desculpou com a Juliana", disse a página.

E você, o que achou da história? Comente.

Veja o post original de Juliana aqui, já com as mensagens de Marcus excluídas.

Redação Adnews

Deixe seu comentário: