Audio.Ad, empresa de áudio digital, recebe aporte de US$ 2 milhões

Music

A Audio.Ad, empresa líder em publicidade de áudio digital na América Latina, acaba de receber um investimento de US$ 2 milhões da Cisneros Interactive para expansão de suas operações no Brasil, na América Central e para fortalecer sua posição no mercado hispânico dos Estados Unidos. Parte dos fundos também será destinado para desenvolvimento de produtos.

Fundada por German Herebia e Carlos Cordoba, a Audio.Ad é a primeira rede de áudio na América Latina e mercado hispânico dos EUA, permitindo que os anunciantes façam campanhas em spots de áudio de emissoras de rádio tradicionais e serviços de streaming de áudio digital disponíveis em diversos dispositivos, como computadores, laptops, smartphones, tablets e smartTVs. Em março de 2015 a Cisneros Interactive adquiriu uma participação maioritária na Audio.Ad.

Presente no Brasil desde setembro de 2015, a empresa iniciou sua operação montando a rede de parceiros afiliados. Em 2016 conquistou clientes como Renault, Bio Ritmo, Dow Química, Petrobras, Brookfield, Cacau Show e veiculou as primeiras campanhas no país. Para 2017 a expectativa é trazer cerca de 100 marcas para o áudio digital.

"Em 2016 consolidamos nossa oferta e experimentamos um crescimento nesses mercados, solidificando nossa posição de liderança na América Latina", conta Carlos Cordoba, Diretor de Operações da Audio.Ad. "Fizemos um investimento significativo e progresso na educação do mercado sobre o uso e os benefícios da publicidade em áudio, e temos executado uma série de campanhas de sucesso que provam que os anúncios de áudio entregam resultados de negócios concretos", complementa.

"Estamos entusiasmados e animados com o rápido progresso da empresa. Não é segredo que usuários de todas as idades estão ouvindo música e conversando em seus computadores e smartphones. Assim como o que aconteceu com a publicidade de desktop, e mais tarde com o celular, os usuários são os primeiros a mudar para as novas plataformas e os anunciantes vão atrás”, afirma Victor Kong, presidente da Cisneros Interactive.

Deixe seu comentário: