Um papo com Interney sobre tudo que vai rolar na Social Media Week São Paulo

social

A Social Media Week São Paulo é o maior evento de mídias sociais da América Latina e a edição de 2017 acontece de 11 a 15 de setembro, no Campus Joaquim Távora da ESPM, na zona sul da capital. Com mais de 200 atividades, alguns dos maiores nomes do mercado e a atenção geral de qualquer empresa que leve comunicação a sério, o encontro tem como objetivo fomentar um segmento que cresce e se desenvolve exponencialmente em todo o Brasil. (Confira aqui a programação

Para saber um pouco mais do que vai rolar neste ano, batemos um papo com o curador do evento, Edney Souza (o Interney), que também foi um dos pioneiros da blogsfera brasileira, é professor da ESPM, consultor de marketing especializado, colunista aqui no Adnews e conselheiro na ABRADi-SP. Confira:

Por que a escolha da temática a ‘Linguagem e as Máquinas’?

A escolha do tema é global e envolve os organizadores de todos os países. No nosso brainstorming ficou muito evidente que as novas formas de se comunicar além da inteligência artificial/machine learning eram uma das grandes tendências para 2017, então acertamos que linguagem e as máquinas era uma forma de relacionar tudo isso, as novas linguagens que surgiam dos novos meios (emoticons, gif animados, stories, VR) e também as máquinas, os robôs (AI, chatbots, etc.) 

Quais são as maiores novidades do evento com relação ao ano passado em termos de estrutura, iniciativa e temática?

Mudamos para uma estrutura com mais espaço físico disponível e melhor localização. Aproveitamos para fazer o evento um pouco mais longo, começando mais cedo e incluindo a sexta-feira, que acontecia em empresas e agências espalhadas.  

Como não era a ideia excluir as empresas e agências, criamos o prêmio para que elas pudessem participar sem passar pelo processo da curadoria de palestras, ao mesmo tempo criamos um espaço para discutir cases. O nosso mercado tem muitas premiações de profissionais, mas poucas premiações de cases.

O resultado será uma agenda com mais de 200 atividades de 11 a 15 de setembro começando às 9h30 da manhã e terminando às 21h00 em sete salas simultâneas.

Para organizar essa agenda gigante adotamos o conceito de trilhas de conhecimento que outros eventos já usam. Assim o participante consegue achar mais facilmente os conteúdos que lhe interessam.

Quais são os temas mais latentes e que devem gerar buzz nesta edição?

Influenciadores, Inteligência Artificial, Chatbots e Fintechs foram temas que chamaram muita atenção desde o processo de curadoria colaborativa.

Vai ter muita discussão sobre Awareness x ROI, sobre Ativismo na publicidade, sobre Micro influenciadores e Branded Content.

Mas a SMWSP também é o espaço para você experimentar coisas diferentes. Eu convido todo mundo a aproveitar a lista de espera gratuita e reservar lugares naquelas palestras que você não está disposto a "pagar pra ver". Garanto que você vai se surpreender com muita gente que não aparece com frequência em outros eventos do mercado.

Qual a importância de um evento desta magnitude para fomentar um mercado em constante evolução?

Eu gosto de trazer muita gente nova paro palco do SMWSP e promover o encontro dessa galera com o pessoal mais experiente do mercado. Esse choque de gerações gera novas ideias num momento estratégico: próximo ao final do ano quando todo mundo está repensando como vai ser o ano seguinte.

O conceito de trilhas vai ajudar a consolidar essa influência do evento. Quem está em dúvida se vale a pena apostar em Realidade Virtual no próximo ano, por exemplo, pode ir ao evento e acompanhar a trilha. Você não precisa pesquisar e refletir sozinho na empresa sobre Inteligência Artificial, Chatbots, Influenciadores, e outros temas, além de assistir as palestras você pode conversar presencialmente com os demais participantes e decidir com mais segurança em que novas tecnologias apostar para a sua comunicação.

Qual tem sido a resposta do público com relação à agenda do evento até o momento?

Eu ainda não consegui terminar de cadastrar a agenda e já tem palestra que se esgotou. Acho que vamos quebrar alguns recordes esse ano!

Qual é o balanço que se pode fazer do momento do mercado de social media no Brasil?

Estamos caminhando para um momento de amadurecimento do mercado:

- Tem 10 anos que se trabalha com marketing de influência, mas agora temos quase 100 players no mercado nacional. 

- Graças aos chatbots, a social media tem se consolidado principal canal de atendimento. 

- As campanhas de awareness agora continuam acompanhando a jornada do consumidor até a conversão. 

Social Media deixa de ser aquele apêndice da campanha e começa a ter importância estratégica tanto no posicionamento da marca quanto nos seus resultados de venda e relacionamento do cliente.

Mas ainda tem muito a melhorar:

- Tem gente que já matou Twitter e Snapchat apesar de serem duas redes que continuam crescendo no Brasil e no mundo. 

- Alguns ainda acham que o LinkedIn é um site de empregos, apesar de ser o maior gerador de negócios para empresas B2B.

- E outros profissionais de Social Media que nem sabem que o Musical.ly existe.

Deixe seu comentário: