A empresa de imagens de arquivo independente Firehorse ARC e a Shutterstock, de fornecimento de imagens e música, fecharam um contrato de licenciamento de cinco anos para até 45.000 clipes HD e SD do extenso arquivo de conteúdo único e exclusivo de vídeos árabes e do Oriente Médio.

Intermediado por Paul Maidment, fundador da Kite Media Consultancy, o acordo oferece horas de conteúdo único e exclusivo disponível para produtores em todo o mundo.

Najat Rizk, co-proprietário da Firehorse ARC, comentou sobre a parceria: “Estamos entusiasmados para trabalhar com a Shutterstock e levar nosso conteúdo para uma audiência internacional muito mais ampla. Nossa capacidade de acesso às pessoas e lugares na região tem resultado em um arquivo único e raro. Com a profunda mudança acontecendo por todo o Médio Oriente, a demanda por essas imagens é sem precedentes e a Shutterstock aumenta a nossa capacidade de entregar conteúdo aos cineastas e canais globais.”

O catálogo da empresa oferece uma rica e variada gama de materiais – cobrindo as sociedades modernas e tradicionais, estilo de vida, paisagens, religiões, patrimônio, arte, arquitetura e entrevistas com pessoas por todo o Oriente Médio. Alguns dos conteúdos exclusivos do arquivo foram filmados em áreas que hoje são em grande parte inacessíveis e perigosas.

“Este é um arquivo importante para uma audiência global”, disse Tom Spota, Diretor de Aquisição de vídeo na Shutterstock. “É um privilégio ser capaz de oferecer essas imagens diversas e raras para os produtores de cinema e TV ao redor do mundo. A importância do que a ARC capturou em vídeo, antes e durante as atuais mudanças que ocorrem no Oriente Médio, se destaca como um poderoso registro da vida cotidiana e dos também tesouros perdidos.”

 

Destaques dos clipes disponíveis incluem:

Templo de Bel, Palmyra, Síria – 2005. Firehorse ARC tem imagens raras, exclusivas e detalhadas do sítio arqueológico de Palmyra, bem como muitos outros sob ameaça no Iraque e em toda a região.

O Monastério de St. Moses, The Abyssinian, Síria – 2004.  Antes de ser sequestrado pelo Estado Islâmico, o sacerdote italiano, padre Paolo Dall’Oglio, passou 30 anos reconstruindo o mosteiro do século VI de St. Moses, que tornou-se um centro de diálogo inter-religioso. O padre Paolo desapareceu em Rakka onde ele estava tentando negociar a libertação dos reféns e negociar uma trégua com as milícias curdas.

Qom, Irã – 2005 – A filmagem centra-se no Mausoléu de Fátima Masumeh, filmado quando o Irã era fechado para o Ocidente.

Redação Adnews